SGU

Faturação

a) Processo de Faturação

O processamento da faturação assenta no cálculo diário dos consumos efetuados, sendo a sua periodicidade mensal.

O documento emitido ao cliente resulta da faturação dos consumos de água, da faturação dos serviços de saneamento de águas residuais e processamento de resíduos sólidos urbanos e respetivas tarifas associadas.

Nos períodos onde não existe leitura por parte dos serviços da empresa, ou comunicada pelo cliente, o consumo será faturado por estimativa.

A estimativa é calculada em função do consumo médio apurado entre as duas últimas leituras reais efetuadas pela entidade gestora, de acordo com critérios definidos na lei.

Os valores faturados por estimativa serão deduzidos na totalidade sempre que for efetuada uma leitura do contador.

No caso em que, do acerto de faturação, resulte um crédito  a favor do cliente, para recuperar o valor deve proceder do seguinte modo:

  • Nos balcões da Loja da Água, fazendo-se acompanhar da respetiva “nota de crédito” assinada e o cartão de cidadão/bilhete de identidade;
  • Solicitando, por escrito, a inclusão do valor em crédito a deduzir na(s) próxima(s) faturação(ões).

 

Nos casos em que o cliente opte pela modalidade de pagamento por débito em conta, a nota de crédito é, automaticamente, depositada no NIB indicado.

 

b) Faturação Eletrónica

A Loja da Água disponibiliza o serviço que permite receber a fatura por e-mail com toda a rapidez e segurança.

Para aderir, pode fazê-lo através de:

  • Preenchimento do impresso de adesão em qualquer balcão da Loja da Água;
  • Pedido via e-mail para lojadaagua@sgu.cm-vrsa.pt.

 

A adesão à faturação eletrónica apresenta diversos benefícios:

✔ A fatura eletrónica possui certificado digital que lhe confere validade legal (autenticidade da origem, integridade do conteúdo e legibilidade);

✔ Eliminação do risco de perda de faturas por extravio (rápido, eficaz e eficiente);

✔ Melhor e mais fácil organização/consulta dos seus documentos;

✔ Acesso com total segurança e comodidade.

Ao aderir à faturação eletrónica, apesar de receber, exatamente, a mesma informação que hoje recebe – dados de pagamento, consumos efetuados, entre outros – ainda está a beneficiar, claramente, o meio ambiente:  não polui, economiza papel e minimiza o impacto ambiental.

mySGU